WebSummit 2017 vs Parceiros


No inicio do dia de hoje foi montada um autêntico aparato policial no Aeroporto e arredores com vista a todos os operadores que trabalham com as empresas da UBER, CABIFY e CHOFFER. Hoje e amanhã serão dias onde irão chegar ao nosso País milhares de estrangeiros com o intuito de participar no evento internacional WEBSUMMIT 2017.

A recepção que o nosso Estado, Governo, e autoridades policiais é o de uma autêntica caça a todos aqueles que prestam serviços para estas plataformas tecnológicas.

Mandam-do parar indiscriminadamente todas as viaturas que aparentem estar ao serviço das mesmas e interrogando os passageiros, visitantes estrangeiros e não só, que chegam para visitar o nosso País e participar no evento!

Como prova desta vergonha seguem fotos que atestam este aparato!

A ANPPAT - Associação Nacional Parceiros Paltaformas Alternativas de Transportes considerou e ainda lançou a hipótese da realização, no dia de hoje, de uma manifestação tendo sido a mesmo veiculado para o exterior o que deu azo a um enorme aparato policial junto às bombas de combustível da BP do Aeroporto. Lamentável e vergonhoso mais uma vez.

No entanto a ANPPAT irá, junto dos parceiros, organizar uma concentração espontânea e ordeira no decorrer dos dias do WEBSUMMIT 2017 de forma a demonstrar nacionalmente e internacionalmente o que se está a passar relativamente à nossa actividade profissional onde temos uma Lei aprovada há mais de 7 meses mas que no entanto temos os Partidos a empurrar essa mesma Lei permitindo dessa forma que se continue a perseguir centenas de empresas, milhares de pessoas que vêm assim os seus postos de trabalho postos em causa!

Infelizmente teremos de nos preparar para uma semana de pressão, perseguição e de um péssimo exemplo para os milhares de visitantes que chegam ao nosso país para este evento internacional.

Só no dia de hoje já foram passadas algumas dezenas de contra-ordenações de 5.000€.

Continuamos assim num atentado ao direito de confiança que Estado dá ao cidadão sendo que neste caso quando temos uma Lei, aprovada, que regulamenta esta actividade como pode a seguir o Estado incidir, de forma exponencial, uma fiscalização atroz e doentia.

Só encontramos uma explicação para isto ou seja os lobbies instalados e que teimam em não desaparecer e teimam em se sobrepor a um Estado de Direito.



05 novembro 2017